Tocantinópolis - TO
TOCNOTÍCIAS Vocês Fazem a Notícia, Nós Apenas Divulgamos!
Siga-nos
Facebook Youtube Twitter
rhana_ar_condicionado_1015x150_gif

Justiça Atende Defensoria e MPTO e Determina Ao Estado Ampliação De Leitos De UTI No HGP

Data do post: 12/07/2021 21:52:24 Imprimir -  Compartilhar

Defensoria Pública Após manifestação da Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO) e do Ministério Público Estadual (MPTO) nos autos de uma Ação Civil Pública (ACP), a Justiça expediu uma Decisão que determina ao Estado que amplie, em um prazo máximo de 10 dias, a disponibilidade de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital Geral de Palmas (HGP). A determinação visa promover a adequada condução pós-operatória de pacientes que se encontram internados na unidade hospitalar.

Participou da elaboração dos termos da Ação o coordenador do Núcleo Especializado de Defesa da Saúde (Nusa), defensor público Freddy Alejandro Solórzano Antunes.

Além da ampliação do número de leitos, a Justiça também determinou a comprovação, por parte do Estado, para o atendimento das demandas ordinárias, de que há a disponibilização e regulação de, no mínimo, 134 leitos para internação prolongada, seja de UTI ou de Unidade de Cuidados Intermediários (UCI); solicitando, inclusive, esclarecimento sobre a possibilidade de aumento do número de leitos de UTI covid-19 credenciados na rede privada.

Entre outras demandas, foi determinado pela Justiça, ainda, que o Estado esclareça se houve a regularização do estoque dos medicamentos sedativos em falta no HGP; atualize as informações sobre as tratativas de implantação de leitos de UTI na cidade de Paraíso do Tocantins; se pronuncie sobre a falha do monitor no Hospital Regional de Araguaína (HRA), que ocasionou o bloqueio dos leitos, e apresente a resposta encaminhada à empresa White Martins sobre a oferta de oxigênio para suprir a demanda de internações na rede pública do Tocantins.

Fonte: Defensoria Pública

ATENÇÃO!
Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.