Município de Paranã Recebe Ações de Controle da Raiva dos Herbívoros

Data do post: 10/10/2018 13:11:05 - Visualizações: (186)    Imprimir

Em atendimento à demanda dos produtores rurais do município de Paranã, localizado na região sudeste do Tocantins, a 392 km de Palmas, equipes da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) desenvolverão ações de controle da raiva dos herbívoros (bovinos, equídeos, suídeos, caprinos e ovinos), entre os dias 11 e 18 de outubro.

Adapec TocantinsNa região, será realizado o monitoramento e cadastramento de abrigos, além da captura de morcegos hematófagos, maior transmissor da raiva na zona rural, visando o controle desta espécie.

De acordo com o gerente do Programa Estadual do Controle da Raiva dos Herbívoros da Adapec, José Emerson Cavalcante, os produtores rurais alegaram lesões em bovinos causadas pela sugadura de morcegos e a presença de abrigos. “Sempre que somos notificados às equipes vão a campo para executar as ações, que tem incluindo também orientações, já que a doença é uma zoonose que pode ser transmitida ao homem”, disse.

Neste ano, de janeiro até o momento, as equipes visitaram 322 propriedades rurais em todo o Estado, localizadas em 88 municípios. Ao todo foram capturados 1.643 morcegos hematófagos. “Destes, 10% são enviados ao laboratório para verificação do vírus rábico. Os demais recebem uma pasta vampiricida no dorso e são soltos, ao voltar para o abrigo, eles têm o hábito de se lamberem o que resulta na eliminação de 15 a 20 outros morcegos desta espécie”, explica José Emerson.

O presidente da Adapec, Alberto Mendes da Rocha, disse que todo esse trabalho é feito sem custo algum para os produtores rurais. “Nossas equipes estão à disposição, as ações têm sido feitas de forma rotineira conforme cronograma, dando prioridade aos focos da doença e as notificações dos produtores rurais, que podem estar procurando a Adapec do seu município para informar os fatos”, disse.

Vale lembrar que a melhor forma de prevenção é a vacinação do rebanho contra a doença.

Sintomas

Depois de infectado pelo morcego hematófago, o animal apresenta alguns sintomas como isolamento do restante do rebanho, apatia, perda de apetite, salivação abundante e dificuldade para engolir. Com a evolução da doença, tem movimentos desordenados, tremores musculares, ranger de dentes, decúbito lateral e morte.

A Agência alerta que o produtor deve evitar o contato direto com animais que apresentam sintomatologia nervosa. Qualquer dúvida ou denúncia em relação a defesa agropecuária, o produtor pode entrar em contato também, por meio do Disque Defesa no 0800 63 11 22.

Fonte: ADAPEC Tocantins

ATENÇÃO!

Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.

Em Destaque

"Por Mais Violenta Que Seja Nós Vamos Tomar Providências". Diz Bonifácio Sobre a Paralisação das Obras de Pavimentação da TO-126

Foto da notícia

Data: 10/12/2018 18:38:08 - Visualizações: 1782

Notícias Relacionadas

12/12/2018
Projeto de Lei Sobre Taxas Cartoriais e Funcivil é Aprovado na CCJ da Assembleia Legislativa

12/12/2018
Acusado de Participação em Assassinatos é Preso Durante Operação da Polícia Civil no Sudoeste do Estado

12/12/2018
Kátia Abreu Comemora Retomada de Obras de Frigorífico de Ovinos e Caprinos em Aliança

12/12/2018
Polícia Civil Conclui Investigação e Indicia Suspeito de Homicídio em Pedro Afonso

12/12/2018
Vítima de Acidente de Trânsito Garante Indenização do Seguro DPVAT na Justiça

12/12/2018
Senado Aprova Projeto de Kátia Abreu que Destina R$ 29,5 Mi Para o Tocantins

Todas as Notícias