Tocantinópolis - TO
TOCNOTÍCIAS Vocês Fazem a Notícia, Nós Apenas Divulgamos!
Siga-nos
Facebook Youtube Twitter
rhana_ar_condicionado_1015x150_gif

Sebrae Reúne Dicas Para Implementar o Delivery Nos Pequenos Negócios

Data do post: 29/07/2021 20:56:45 Imprimir -  Compartilhar

Imprensa SebraePrazo de entrega é um dos fatores mais importantes e interfere na reputação da empresa.

O delivery é visto especialmente como uma solução e conveniência aos clientes, além de uma atividade que contribuiu diretamente com a dinâmica dos donos de pequenos negócios, possibilitando que eles não encerrem o atendimento durante a pandemia. Pensando nisso, o Sebrae apresenta algumas dicas para as empresas implementarem o serviço, com orientações para evitar problemas na entrega dos produtos e se manterem ativos no mercado.

Para o analista do Sebrae Tocantins, Rogério Maracaipe, o empreendedor deve realizar pesquisas sobre serviços de entregas e sobre quais deles, seus potenciais clientes preferem. “São necessárias uma série de estratégias para produzir um planejamento que seja viável, antes de oferecer o delivery. Se o foco de entrega é somente no município em que o empreendimento está, por exemplo, deve-se atentar e buscar ser rápido e ágil, na intenção de cativar o cliente”, explicou.

É indispensável que o empreendedor fique atento aos prazos, evitando contratempos, já que na loja virtual e nas redes sociais, o não cumprimento é punido na internet. Por isso, se surgir alguma falha no percurso, torna-se indispensável propor soluções, além de colocar-se à disposição para resolver os problemas.

Para a empresária Regiane Cardoso, proprietária e chef de cozinha de um restaurante na capital, investir no delivery foi essencial para se manter durante a pandemia. “É muito importante ter cuidado com a entrega e colocar o produto em sacolas, caixas e embalagens apropriados, pois o cliente precisa receber o alimento de maneira segura, organizado e saboroso”, destacou.

Ela afirmou, ainda, que exige o treinamento dos entregadores, para que o serviço seja realizado com o cuidado que precisa. “Sempre converso com eles e oriento para que sejam meus parceiros. Prezo pela qualidade, para que o pedido chegue na casa do cliente, como se ele estivesse consumindo no local”, concluiu.

Veja 10 dicas de como não falhar no delivery

1- Saiba que o pequeno negócio deve estar adequado a todo o processo logístico.

2- Ainda que o empreendedor não saiba como funciona o fluxo logístico, ele deve estar aberto para aprender. Afinal, só se aprende operando.

3- É importante comprar a quantidade de produtos adequada para que haja a manutenção da oferta.

4- Considere que o armazenamento dos produtos seja eficaz, facilitando a coleta por quem fará a embalagem.

5- Aposte na conferência de produtos para evitar erros.

6- Os processos de embalagem e envio dos produtos devem ser feitos em prazo mínimo adequado, proposto ao cliente.

7- Antes de definir quais serviços da empresa contarão com entrega de produtos, é fundamental que o empreendedor faça uma pesquisa detalhada.

8- Se a entrega delivery for feita no mesmo dia do pedido, as alternativas são: contratar operadores logísticos que prestem esse tipo de serviço ou montar uma equipe própria de motoboys profissionais.

9- Ao analisar a logística própria e uma logística terceirizada, é preciso considerar os custos de manutenção de uma pessoa que trabalha com exclusividade na operação do negócio.

10- É recomendável que o empreendedor não atue apenas com uma única solução de entrega, quando o destino é um cliente fora da cidade ou do estado. É essencial que o consumidor tenha possibilidades de escolha, podendo verificar qual delas faz mais sentido para ele. A utilização de comparadores de frete é um recurso que pode fazer toda a diferença nesse momento.

Fonte: Imprensa Sebrae

ATENÇÃO!
Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.