Tocantinópolis - TO
TOCNOTÍCIAS Vocês Fazem a Notícia, Nós Apenas Divulgamos!
Siga-nos
Facebook Youtube Twitter
rhana_ar_condicionado_1015x150_gif

Ações De Controle Da Raiva Dos Herbívoros Atende Produtores Rurais e Indígenas No Município De Lagoa Da Confusão

Data do post: 29/06/2021 16:53:53 Imprimir -  Compartilhar

AdapecDesde o último dia 23, a Adapec mantém uma equipe do Programa Estadual de Controle da Raiva dos Herbívoros, em Lagoa da Confusão.

O Governo do Tocantins, por meio da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), realiza desde o último dia 23 e segue até a próxima quarta-feira, 30, uma ação de controle da raiva dos herbívoros, na aldeia indígena Lankrekré, da etnia Krahô-Canela e na região do Capão do Coco, no município de lagoa da Confusão.

De acordo o responsável técnico pelo Programa Estadual de Controle da Raiva dos Herbívoros, Raydleno Mateus, a Agência está usando nesta região o mapa de calor, que é uma base de dados, coletada da carta-aviso, quando o produtor informa se há ou não, na sua propriedade a presença de animais com sugaduras por morcegos.

“Esse mapa é atualizado semestralmente pelo o Núcleo de Estudos Avançados em Geoprocessamento e Estatísticas (Neage) da Adapec, que apresenta dados científicos sobre a ocorrência nessas regiões de maior risco para a raiva dos herbívoros. As informações são de fundamental importância para o direcionamento de ações específicas dos trabalhos nessas regiões, onde há presença de morcegos hematófagos, principal transmissor da raiva dos herbívoros, por isso, estamos nesta região seguindo os dados epidemiológicos do mapa de calor, que mostra que ali houve ataques de morcegos hematófagos,” disse Raydleno.

Na região, a Adapec está realizando monitoramento de abrigos cadastrados e cadastramento de novos, capturas de morcegos hematófagos durante o dia em abrigos e a noite com armadilhas de redes em currais e pocilgas. Também estão sendo feitas orientações aos produtores rurais e população indígena sobre prevenção e sintomas da doença nos animais, formas de transmissão, cuidados e como proceder em casos de notificações comunicando a Agência.

Sintomas

O animal infectado pelo vírus da raiva apresenta alguns sintomas como: isolamento do restante do rebanho, apatia, perda de apetite, salivação abundante e dificuldade para engolir. Com a evolução da doença, tem movimentos desordenados, tremores musculares, ranger de dentes, decúbito lateral e morte.

A Agência alerta que o produtor deve evitar o contato direto com animais que apresentam sintomatologia nervosa. Qualquer dúvida ou denúncia em relação à defesa agropecuária, o produtor pode entrar em contato também, por meio do Disque Defesa no 0800 063 11 22.

Fonte: Adapec

ATENÇÃO!
Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.