TOCANTINÓPOLIS
TOCNOTÍCIAS Vocês Fazem a Notícia, Nós Apenas Divulgamos!
Siga-nos
Facebook Youtube Twitter

DPE Pede à Justiça Fiscalização No Fornecimento De Água Em Dois Irmãos

Data do post: 22/09/2020 16:57:07 - Visualizações: (273) Imprimir

Defensoria Pública-TOO Município não possui agência reguladora, como prevê a legislação.

A falta de uma agência reguladora para acompanhar o fornecimento de água no município de Dois Irmãos é alvo de uma Ação Civil Pública (ACP) ajuizada pela Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO) nessa segunda-feira, 21, após vários procedimentos administrativos.

A ACP, com tutela de urgência, requer que o município seja obrigado a pactuar termo de cooperação técnica com uma agência de regulação. A atuação é por intermédio do Núcleo Aplicado de Defesa das Minorias e Ações Coletivas (Nuamac) de Palmas e da Defensoria da Fazenda Pública de Miranorte.

Segundo a Ação, em Dois Irmãos, a Agência Tocantinense de Saneamento (ATS) atua sem qualquer fiscalização por parte de agência reguladora, em confronto com o que diz o Marco Legal do Saneamento Básico (Art. 21 da Lei nº 14.026 de 2020 e Decreto nº 7.217, de 21 de junho de 2010).

De acordo com o coordenador do Nuamac Palmas, defensor público Maciel Araújo Silva, nenhum município pode firmar concessão do serviço de água sem uma fiscalização eficaz e eficiente, inclusive pelo fato de colocar os munícipes em risco, sendo caso de grave saúde pública.

Outro agravante apontado pela Defensoria é que o Município não possui documentos que demonstram como são feitos os cálculos tarifários. Para o Nuamac Palmas, demonstra um total descumprimento à legislação, posto que, o cálculo tarifário é regra básica do contrato de concessão, sobretudo para sustentação e equilíbrio financeiro da prestação do serviço.

A Prefeitura de Dois Irmãos informou à DPE-TO que estava buscando implementar uma Agência Reguladora de Serviços Públicos de Saneamento Básico do Município, sendo que o projeto de lei estava em elaboração e posteriormente seria realizado um novo estudo metodológico tarifário.

Sem ônus

Segundo o Nuamac Palmas, na maioria dos municípios de pequeno porte, a Agência Tocantinense de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos (ATR) tem sido a principal entidade de regulação no Estado, já que a celebração de termo de cooperação técnica com a agência não acarreta nenhum ônus para o município.

 

Fonte: Defensoria Pública-TO

ATENÇÃO!
Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.