TOCANTINÓPOLIS
TOCNOTÍCIAS Vocês Fazem a Notícia, Nós Apenas Divulgamos!
Siga-nos
Facebook Youtube Twitter

Forças de Segurança Prendem Suspeito de Tráfico de Drogas

Data do post: 08/03/2020 22:08:55 - Visualizações: (223) Imprimir

Secretaria de Segurança Pública-TO Policiais Civis da 54ª Delegacia de Caseara, coordenados pelo delegado Antônio Onofre, efetuaram, nesta sexta-feira, dia 6, a prisão em flagrante de um indivíduo suspeito pela prática do crime de tráfico de drogas naquele município.

Conforme informações do delegado Antônio Onofre, o sistema de inteligência da 54ª DP já realizava o monitoramento de um indivíduo investigado por tráfico de drogas e, na última sexta-feira, os policiais civis obtiveram informações de que o investigado, de 19 anos de idade, estaria transportando o entorpecente que seria comercializado em Caseara.

Dessa maneira, os agentes, com apoio da Polícia Militar, montaram uma barreira na TO-080, nas proximidades da entrada da cidade e abordaram o indivíduo no momento em que ele passava pelo local conduzindo uma motocicleta e na companhia de um adolescente de 17 anos de idade. Após revistas realizadas no veículo, os policiais civis localizaram e apreenderam cerca de meio quilo de maconha, bem como, várias pedras de crack.

Em razão dos fatos, foi realizada a prisão em flagrante do homem, que é morador de caseara. Ele foi conduzido até a Delegacia, onde foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e corrupção de menores e encaminhado à Cadeia Pública da cidade, onde permanecerá à disposição da Justiça.

Em desfavor do adolescente, foi realizado um auto de flagrante por ato infracional análogo ao crime de tráfico de drogas. O adolescente infrator foi liberado e encaminhado para os responsáveis.

Fonte: Secretaria de Segurança Pública-TO

ATENÇÃO!
Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.