TOCANTINÓPOLIS
TOCNOTÍCIAS Vocês Fazem a Notícia, Nós Apenas Divulgamos!
Siga-nos
Facebook Youtube Twitter

Curso de Pedreiro Para Mulheres, Oferecido Pelo Governo, Continua com Matrículas Abertas na Segunda, 9

Data do post: 06/03/2020 16:59:46 - Visualizações: (253) Imprimir

Setas-TO O curso de pedreiro para mulheres do Projeto Jeito de Mulher, de Porto Nacional, tem início na segunda-feira, 09, mas as matrículas ainda podem ser feitas na primeira semana de aulas, até sexta-feira 13.  As interessadas podem se inscrever no Sistema Nacional de Emprego (Sine) de Porto Nacional, na Rua Bartolomeu Bueno, nº 2111, Centro.

Os documentos necessários para inscrição são CPF, RG e comprovante de endereço. O telefone para contato é o (63) 3363-2717.

O Jeito de Mulher é um projeto de geração de emprego e renda executado pelo Governo do Tocantins, por meio da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas)/Sistema Nacional de Emprego (Sine). São 15 vagas e cadastro de reserva.

O curso, inteiramente gratuito, faz parte do Projeto Jeito de Mulher e as alunas serão contempladas com todo o material didático das aulas teóricas, os materiais e os equipamentos de segurança necessários para as disciplinas práticas, além de alimentação e vale-transporte.

Projeto Jeito de Mulher

O público alvo do Projeto são mulheres, preferencialmente de baixa renda, na condição de desemprego ou subemprego e aquelas que almejam a inserção no mercado de trabalho para atuar em áreas consideradas tradicionalmente masculinas.

O Projeto já beneficiou 210 mulheres tocantinenses com qualificação profissional. Nessa nova etapa capacitará mais 225 mulheres com cursos nos municípios de Araguaína, Araguatins, Dianópolis, Guaraí, Gurupi, Palmas, Paraíso do Tocantins e Porto Nacional.

Fonte: Setas-TO

ATENÇÃO!
Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.