TOCANTINÓPOLIS
TOCNOTÍCIAS Vocês Fazem a Notícia, Nós Apenas Divulgamos!
Siga-nos
Facebook Youtube Twitter

Polícia Prende Suspeito de Matar Mulher Que Vivia Como Pedinte em Tocantinópolis

Data do post: 19/12/2019 02:20:45 - Visualizações: (5694) Imprimir

Imagem do Site www.tocnoticias.com.brOperação aconteceu na manhã da ultima terça-feira (17), e foi chefiada pelo próprio delegado Tiago Daniel de Moraes e sua equipe, que além de prender o suspeito, encontrou a suposta arma do crime e fechou uma possível boca de fumo que funcionava no local.

Poucos tinham fé de que a Polícia Civil conseguiria descobrir o assassino de Ilda da Conceição de Sousa de 33 anos, que era viciada em drogas, e perambulava pelas ruas da cidade pedindo dinheiro e alimentos para saciar seu vício.   

O crime aconteceu no dia 16 de Novembro deste ano de 2019, quando a vítima foi assassinada com um tiro na testa, acima do olho direito, na sua mão, havia uma cédula de R$ 10,00 mesmo valor de uma pedra de craque no mercado negro de drogas de Tocantinópolis. 

Após o crime, imediatamente a polícia civil iniciou as investigações e em 31 dias  conseguiram chegar aos possíveis envolvidos na morte da pedinte.

Foram presos na operação desta ultima terça-feira (17), H. C. S. C. de 18 anos, principal suspeito de cometer o assassinato contra Ilda, sua companheira J. A. L. de 28 anos, também suspeita de participar do crime e suspeita de tráfico de drogas, além de S. L. de S. de 27 anos, presa por posse ilegal de arma de fogo, arma esta que suspeita-se ser a que foi usada no assassinato de Ilda.

Imagem do Site www.tocnoticias.com.brO casal foi preso na residência que moravam, e a terceira envolvida que "guardava a arma", foi presa na casa de sua genitora que também está sendo investigada, já que a polícia suspeita que a motocicleta usada na fuga após o assassinato de Ilda seja a da mãe das duas detidas.

Mesmo diante da investigação que durou vários dias, as duas mulheres que haviam sido presas na operação, foram liberadas pela justiça e deverão aguardar o desenrolar das investigações em liberdade. Já o suspeito H. C. S. C. continua preso por força de um mandado de prisão e deverá aguardar o resultado da perícia na arma com exame de balística na casa de prisão provisória de Tocantinópolis.

Depois da operação, o delegado Tiago Daniel concedeu uma entrevista no qual explicou tudo sobre como conseguiram chegar aos possíveis autores do crime que ficou conhecido como sendo o quarto homicídio do ano de 2019 em Tocantinópolis.

Assista no Vídeo Abaixo:

Fonte: Redação do Tocnoticias

ATENÇÃO!
Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.