TOCANTINÓPOLIS
TOCNOTÍCIAS Vocês Fazem a Notícia, Nós Apenas Divulgamos!
Siga-nos
Facebook Youtube Twitter

Dorinha Vota Favorável ao Projeto que Repassará Parte dos Recursos do Pré-sal Para Estados e Municípios

Data do post: 11/10/2019 13:17:15 - Visualizações: (450) Imprimir

Deputada Professora Dorinha O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira,09, o Projeto de Lei 5478/19 que define o rateio, entre estados e municípios, de parte dos recursos do leilão de petróleo do pré-sal a ser realizado no próximo dia 6 de novembro. O recurso é uma parte do chamado bônus de assinatura, que totaliza R$ 106,56 bilhões. Deste valor 15% será destinado aos Estados e 15% aos Municípios.  O PL seguiu para o Senado.

A deputada federal Professora Dorinha (Democratas/TO) votou favorável à matéria e comemorou a aprovação. “Um dos meus grandes empenhos na Câmara dos Deputados e junto ao Governo Federal é encontrar mecanismos para auxiliar os municípios a superarem a crise orçamentária que a maioria está enfrentando no momento. Essa foi uma conquista que garantirá recursos significativos em breve. Para muitos municípios do Tocantins é suficiente para investimentos de grande impacto para a população”, afirmou Dorinha.

O projeto permite aos Estados e ao Distrito Federal usarem sua parcela exclusivamente para o pagamento de despesas previdenciárias e para investimentos. Entretanto, para usar em investimentos, o ente federado deverá criar uma reserva financeira específica para pagar as despesas previdenciárias a vencer até o exercício financeiro do ano seguinte ao da transferência dos recursos pela União. Os municípios poderão usar a verba para investimentos sem a necessidade de reserva para o pagamento de despesas previdenciárias.

Fonte: Deputada Professora Dorinha

ATENÇÃO!
Os comentários do Portal Tocnoticias via Facebook, são de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios poderão ser denunciados pelos outros usuários, acarretando até mesmo na perda da conta no Facebook. Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo. Evite o uso de palavrões, acusações sem provas, discriminação ou difamação.