Em Reunião no TJTO, Presidente Maia Neto Garante que o e-Proc Nacional Otimizará Trabalho de Magistrados e Servidores

Data do post: 23/01/2020 14:58:22 - Visualizações: 260

Tribunal de Justiça-TO “A adesão à plataforma nacional não significa outro sistema eletrônico, mas sim um sistema mais moderno, atual, eficiente e com diversas novas funcionalidades. É uma velha senhora de vestido novo. Portanto, não há motivo para preocupação”, lembrou o presidente do Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO), Helvécio de Brito Maia Neto, ao abrir o primeiro dia de reunião, no Pleno do Tribunal, na manhã desta quinta-feira (23/1), com foco na apresentação das ferramentas, funcionalidades e forma de utilização da versão 2020 do e-Proc Nacional a magistrados e servidores do TJTO e das Comarcas de Palmas e do Interior.

O encontro, que se estenderá até amanhã (24/1), coloca em pauta também discussões acerca de movimentação processual e de assuntos relacionados ao Prêmio CNJ de Qualidade. “O Judiciário do Tocantins vive mais um momento histórico, assim como ocorreu em 2011, com a implantação do sistema e-Proc”, afirmou o desembargador Maia Neto, destacando o trabalho à época das desembargadoras Ângela Prudente e Jacqueline Adorno, e também de toda equipe atual para o sucesso da migração ao e-Proc Nacional. Maia Neto anunciou também a criação do grupo de magistrados e servidores, via aplicativo Telegram, e também a disponibilização de tutoriais explicando o funcionamento da versão atual do sistema.

Presidente da Comissão Auxiliar do e-Proc Nacional, Jacqueline Adorno lembrou que o TJTO virou referência nacional após a implantação da versão anterior e-Proc e tem tudo para repetir o feito com versão 2020. “Só depende de nós, de sermos parceiros – magistrados e servidores -, buscando o aperfeiçoamento constante”, pediu a desembargadora.

Novidades

Tribunal de Justiça-TO Integrante da Comissão Nacional do e-Proc, o juiz Marcelo Faccioni, auxiliado pela servidora do suporte e-Proc Pâmela Ferreira, apresentou aos presentes algumas das funcionalidades do e-Proc Nacional, como modelos de texto padrão, que agiliza a formatação de uma decisão, por exemplo. Já o diretor Judiciário do TJTO, Francisco de Assis Sobrinho, destacou o trabalho do suporte e-Proc durante as fases pré e pós-migração no sentido de dar segurança a magistrados, servidores, advogados e usuários em geral.

Aplicativo e tutoriais

Já a diretora de Comunicação do TJTO, Kézia Reis, detalhou a criação de grupo para magistrados e servidores no Telegram, pelo qual poderão tirar dúvidas a respeito da nova versão do sistema e que serão encaminhadas para a equipe de suporte. No grupo, também serão disponibilizados links para tutoriais, manual do e-Proc entre outras informações ligadas diretamente à utilização do e-Proc Nacional.



Fonte: Tribunal de Justiça-TO