Equipe da Delegacia de Polícia Civil de Colmeia Ministra Palestra de Combate e Prevenção ao Bullying em Escola de Itaporã

Data do post: 11/10/2019 13:18:46 - Visualizações: 488

Secretaria de Segurança Pública-TO Com o propósito de conscientizar estudantes, pais, professores e toda a comunidade escolar sobre os malefícios do Bullying, uma equipe de policiais civis da Delegacia de Colmeia, liderada pelo delegado Roberto Assis, esteve na noite desta quarta-feira, 9, nas dependências do Colégio Estadual Francisca Alves, no município de Itaporã, onde o delegado ministrou palestra para mais de 200 pessoas.

Na ocasião, o delegado Roberto Assis explanou de forma clara e objetiva, o conceito de Bullying e quais as consequências que essa prática pode causar, sobretudo, em estudantes que ainda estão em fase de desenvolvimento mental e corporal. A autoridade policial também alertou aos estudantes, pais e professores de que o estudante que é vítima constante de bullying pode apresentar comportamento depressivo e que em casos extremos pode até atentar contra a própria vida.

Ainda em seu discurso, o delegado Roberto Assis, também alertou aos estudantes e toda a comunidade escolar de que, a depender das circunstâncias, a prática do bullying pode configurar crime, uma vez que pode resultar em lesões corporais de natureza leve, moderada, grave ou gravíssima, inclusive podendo resultar em morte.

O delegado também lembrou que as práticas mais comuns de bullying dizem respeitos a apelidos que, muitas vezes, são depreciativos e podem causar abalos psicológicos na vítima, inclusive resultando em depressão, isolamento e potencializando comportamentos agressivos ou suicidas. A autoridade policial ressaltou ainda que dependendo dos apelidos ou termos utilizados, o autor pode vir a ser enquadrado por crimes contra a honra e a dignidade.

Em seguida, a psicóloga Paula Andreia, ao fazer uso da palavra, reforçou que a prática do Bullying é inaceitável em uma sociedade moderna, pois o cidadão precisa ter assegurado o direito de conviver em harmonia sem sofrer qualquer tipo de violência física ou psicológica.

Ao final do evento, o delegado Roberto Assis e a psicóloga Paula Andreia também responderam a vários questionamentos levantados pelos estudantes e demais participantes sobre Bullying. A delegacia de Colmeia externa seus mais respeitosos agradecimentos a psicóloga Paula Andreia, que foi a idealizadora da palestra e que também foi a responsável por convidar a equipe da DPC de Colmeia para participar do evento. Os agradecimentos também são extensivos a diretoria do colégio estadual Francisca Alves, pelo apoio na realização do evento.

Para o delegado Roberto Assis, o evento realizado no colégio de Itaporã foi de extrema relevância, uma vez que trata-se de um assunto que está tem causado muitos transtornos e até fazendo com que adolescentes, em atos extremos, cheguem a cometer suicídio.

“Para nós da Polícia Civil, foi uma oportunidade ímpar de poder conversar um pouco com estudantes sobre um tema tão importante e delicado como é o bullying. Ficamos muito felizes e satisfeitos em poder levar esse alerta e conscientização para os jovens a fim de prevenir danos físicos e emocionais que pode advir com esse tipo de comportamento, que muitas vezes, além de danos, pode ser até considerado criminoso”, frisou o delegado.



Fonte: Secretaria de Segurança Pública-TO